Direitos reservados. Favor indicar esta fonte de pesquisa: Sorocabinha - vida e obra: a raiz da música sertaneja. Site desenvolvido por: A. Robson, designer gráfico da Anexodesign Studio, maio de 2011; www.anexodesign.com.br.

........Foto de 1938 da família de Sorocabinha quando atuava nas emissoras de rádio em São Paulo.
Violeiros Sorocabinha e Nhô Juca Sorocaba, seu pai, do lado esquerdo Maria Benedita Siqueira (esposa), com o caçula Samuel e Terezinha, atrás de Sorocabinha, está Olegário Filho, do lado direito na frente estão Josué, Durvalina e Maria Immaculada, com pandeiro.
.......Josué e o pai Olegário de Godoy na caminhada de São Paulo a Bom Jesus de Pirapora em 1943, para não perder a tradição em que ele vinha a pé de Piracicaba, passando por Salto de Itu, e seguia pela estrada do Romeiro para as festas do santo de Bom Jesus de Pirapora, que fica às margens do rio Tietê.

........Quando se mudaram para São Paulo, no ano de 1938, Sorocabinha e a família atuaram em diversas emissoras de rádio, entre elas a PRA 5 - Rádio São Paulo, no programa "Tudo é Bão", apresentado por Chico Carretel. Quando Sorocabinha e filhos chegavam aos estúdios da rádio, o locutor Chico Carretel cruzava no corredor com eles e dizia: "chegou a Família Imperial". E, assim, um dia, no programa que ia ao ar às quartas e sextas-feiras, ele apresentara Sorocabinha e sua Família Imperial.
Avelina, a filha mais velha, já estava casada e ficou morando em Piracicaba, Sorocabinha levava para participar dos programas: Olegário Filho como Sorocabiquinha, Durvalina, Maria Immaculada e Nhô Juca Sorocaba, pai e avô.

........"Turma Caipira Victor" de Piracicaba.
........Quando Cornélio Pires (1884-1958) lançou a "Turma Caipira Cornélio Pires", em 1929, as gravadoras e produtoras de discos instaladas aqui no Brasil não acreditavam no projeto dos discos com música sertaneja e anedotas contadas por ele, porque achavam que não tinham mercado. Foi então que Cornélio Pires resolveu investir nesse projeto e lançou cinco discos com selo diferenciado dos discos que eram produzidos comercialmente. Como só ele teria os direitos de vendas e distribuição, acabou sendo uma grande novidade para o mercado, a música sertaneja de raiz estava ganhando público consumidor. O primeiro disco da musica sertaneja foi gravado por Sorocabinha (organizador da turma), Arlindo Santana, Sebastião Ortis de Camargo, Zico Dias, Ferrinho, Mariano e Caçula (dois irmãos)
........No final do mesmo ano de 1929, a gravadora RCA Victor do Brasil teve muito interesse em investir e lançar algo semelhante, então procurou Sorocabinha, da "Turma Caipira Cornélio Pires", para reunir um novo grupo de artistas: Sebastião Ortis de Camargo, Antônio Estevam, Sebastião Roque, Mandy, e as filhas, Avelina, Durvalina e Maria Immaculada assim formaram a "Turma Caipira Victor", pois a produtora de disco estava com grande disposição de investir nas gravações, por isso deslocara do Rio de Janeiro para Piracicaba os equipamentos e técnicos para gravar a turma e mais um coral.
........O local das gravações foi na Escola Normal de Piracicaba (atual Escola Sud Mennucci), que era dirigida pelo professor Manoel Lourenço - Mandy (1901-1987).